Entre o espašo e o poder - Apanha-me se puderes

Recorrendo a modelos de figura humana à escala 1:87 ‘Apanha-me se puderes’ tem como ponto de partida um arquivo de imagens no qual o artista procura estruturar uma narrativa no espaço bidimensional, deixando em aberto a construção de uma sequência. Esta série de trabalhos é uma reflexão sobre questões actuais como as crescentes dificuldades económicas, desigualdade de classes e resultantes manifestações que impulsionam a acção humana perante sentimentos de injustiça. Por oposição ‘Apanha-me se puderes’ aborda questões ecológicas que não estão ainda interiorizadas na consciência humana, figurando o homem inerte e sujeito às leis da natureza. Esta é uma série iniciada em 2014, ainda em desenvolvimento, que é  composta por desenhos, pinturas e bandeiras. 

 

Vistas da exposição na Galeria do Palácio do Cadaval, Évora

© Fotos Daniel Malhão

Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes
Entre o espašo e o poder -  Apanha-me se puderes